Procure no JP

sábado, 5 de julho de 2014

JP na Copa (parte 3): Grande vitória colombiana em BH

Opa,

Dia 13 de junho foi o segundo dia de jogos na Copa do Mundo do Brasil, e também foi meu último dia "tranquilo" na primeira fase do Mundial. Acompanhei direto do meu sofá os jogos entre México e Camarões e o sensacional Espanha x Holanda. Enquanto Chile e Austrália entravam em campo na cidade de Cuiabá, comecei a arrumar minhas coisas para dar partida no meu cronograma de viagens. O destino era o Mineirão, com o genial Colômbia x Grécia na abertura do Grupo C.

Saí de casa por volta das 20 horas e segui até a Rodoviária do Tietê. Lá encontrei Paulo "Shrek" e o casal Luiz e Juliana. Depois de algumas confusões, cortesia do confuso serviço da Viação Cometa, conseguimos entrar no busão das 20h45 para Belo Horizonte no laço.

Esse acabou sendo meu primeiro e único trecho percorrido via rodovia. Antes do campeonato começar, tinha planos de fazer minhas viagens apenas via ônibus, porém no decorrer do tempo isso se tornou absolutamente inviável e fui obrigado a bater cartão em diversos aeroportos. Uma alternativa arriscada várias pessoas com quem conversei graças ao "caos aéreo" que, na visão dos especialistas, tinha 100% de chance de acontecer.

Bom, oito horas após pegarmos o busão no Tietê chegamos na capital mineira. A grande questão agora era o que faríamos até chegar o horário da peleja: 13 horas. Primeiro rolou uma soneca amassada nas cadeiras da horrorosa rodovíaria local (fica a pergunta: como uma cidade como Belo Horizonte pode ter uma rodoviária tão ruim?).


Pessoal quebrado na chegada em Belo Horizonte. inda faltavam mais de oito horas para Colômbia x Grécia. Foto: Muro.

Três horas depois e com um torcicolo causado pela falta de conforto começou de vez a correria. Após alguns encontros e desencontros, fomos deixar nossas coisas na casa de um amigo do Luiz e depois ele nos deixou nas redondezas do Mineirão. Bom, "redondeza" é uma grande licença poética nesse caso, pois tivemos que percorrer quase quatro quilômetros de subidas e descidas debaixo de um sol fortíssimo.

Aos poucos já fomos percebendo que a partida teria um grande número de torcedores colombianos, fato recorrente em todas as cidades-sede. A caminhada ainda teve o bônus de termos encontrado o ônibus da delegação da Colômbia praticamente incógnito, vários minutos antes de ser completamente envolvido pelos seus alucinados compatriotas.


A bela fachada do Mineirão. Foto: Fernando Martinez.

Toda a animação tinha completo sentido, pois além de voltar à Copa depois de 16 anos - a última participação foi em 1998 na França - a Colômbia foi vice-líder nas eliminatórias sul-americanas, ficando atrás apenas da grande Argentina e gerando uma expectativa de boa campanha, mesmo com a ausência do grande nome da equipe, o atacante Falcao Garcia.

Mas como eu já tinha visto o onze colombiano em campo - no famoso jogo das bandeirinhas no Morumbi em 2000 - meu lance ali era ver pela primeira vez o escrete helênico, eterna campeã da Euro 2004. Os gregos se classificaram para esse Mundial após terem eliminado a Romênia na repescagem das eliminatórias europeias. O time ficou em segundo lugar no Grupo G, chave em que a Bósnia ficou com a vaga direta.


Times perfilados para os hinos nacionais. Foto: Fernando Martinez.

Chegando no estádio naturalmente fomos para nossos assentos, e então vi que tinha sido "premiado" com um lugar debaixo do forte sol das 13 horas. Não fiquei ali nem dez minutos e então fui ver se existia alguma cadeira disponível na sombra. Por sorte o anel de baixo do Mineirão ainda tinha alguns (poucos) locais vazios e, livre do astro-rei, pude ver o jogo na boa.


Cobrança de falta para a Grécia. Foto: Fernando Martinez.


Zaga grega mostrando serviço. Foto: Fernando Martinez.

O jogo foi animado dentro das quatro linhas, mas para mim o destaque mesmo foi a presença avassaladora da torcida da Colômbia. O público oficial foi de 57.174, e desses, pelo menos 45 mil eram oriundos do país vizinho. A onda amarela cantou sem parar e incentivou demais os 11 atletas em campo.


Destaque para o Mineirão tomado pelos colombianos. Foto: Fernando Martinez.


James Rodriguez, um dos maiores nomes da Copa, se preparando para bater escanteio. Foto: Fernando Martinez.


Saída colombiana para o ataque. Foto: Fernando Martinez.

A peleja foi bastante animada e a Grécia me surpreendeu atacando mais vezes do que eu poderia imaginar, criando até boas oportunidades. Só que a Colômbia abriu cedo o placar com o gol de Armero e teve a cabeça no lugar para não sofrer maior pressão. Téo fez o segundo aos 13 do segundo e pouco tempo depois o time europeu perdeu um dos gols mais feitos da Copa, quando um dos avantes acertou uma cabeçada na trave mesmo sem goleiro. Se a equipe faz o 2x1 ali, a coisa poderia complicar para os "locais".


Sob o forte calor, mais um ataque sul-americano. Foto: Fernando Martinez.. Foto: Fernando Martinez.


Outra visão aberta do belo estádio. Foto: Fernando Martinez.

No finalzinho James Rodriguez, para muitos o grande nome da Copa do Mundo, fechou a fatura aos 48 minutos. O placar final de Colômbia 3-0 Grécia confirmou a maior vitória colombiana na história dos Mundiais em todos os tempos (recorde quebrado dias depois na goleada contra o Japão).

No decorrer da primeira fase, a Colômbia ainda venceu seus dois jogos restantes e foi para as oitavas com 100% de aproveitamento. Depois ganhou do Uruguai e perdeu nas quartas para o Brasil, fechando sua melhor performance numa Copa do Mundo. A Grécia ainda conseguiu um milagre e também conquistou a vaga para as oitavas, para depois ser eliminada nos penais pela Costa Rica.


Aeroporto de Confins tomado por colombianos. No telão, Itália x Inglaterra. Foto: Fernando Martinez.

A saída do Mineirão foi complicada e levamos muito tempo para sair dali. Com um sono absurdo, fomos buscar nossas coisas na casa do amigo do Luiz e dali seguimos para o centro de BH. Enquanto os amigos voltaram para São Paulo, eu me dirigi ao aeroporto de Confins para a minha primeira viagem de avião durante o Mundial. Às 23 horas embarquei para Brasília, local do meu jogo de domingo.

Até lá!

Fernando

Um comentário:

  1. sr. Fernando parabéns pelos jogos da copa do mundo 2014. pena que o brasil caiu fora. gostaria de pedir ao sr. agora domingo dia 20 recomeça A 2 FASE DA 2 DIVISAO. GOSTARIA QUE Vocês fizessem jogo da portuguesa santista e pirassununguense em santos da briosa. fizessem dia 26 de julho Atibaia e assisense, dia 27 diadema e sumare, paulinia e união mogi das cruzes 2 dee agosto fico no aguardo de uma resposta.

    ResponderExcluir