Procure no JP

sexta-feira, 4 de abril de 2014

Apático, Palmeiras vence o Vilhena e se classifica na Copa do Brasil

Fala, pessoal!

Quarta-feira passada rolou mais um jogo que somente a Copa do Brasil pode nos proporcionar. Na base da ressaca completa, o Palmeiras recebeu o Vilhena/RO no jogo de volta da primeira fase da Copa do Brasil. O vazio Estádio Paulo Machado de Carvalho foi o palco da peleja.

Fui nesse jogo mesmo de teimoso, já que o Vilhena faz parte da minha Lista desde 2009 (quando foi goleado pela Ponte Preta por 6x1 na Copa do Brasil daquele ano), em virtude da chuva e do horário proibitivo das 22 horas. Além de mim, a presença dos amigos Matheus e Ricardo Espina nas numeradas do Pacaembu e a dupla Mílton e Renato na torcida do time rondoniense.



Mesmo de longe, vale o registro de Palmeiras e Vilhena posados antes do jogo no Pacaembu. Fotos: Fernando Martinez.

Depois de vencer o jogo fora de casa pela contagem mínima, o alviverde precisava apenas empatar para conquistar a vaga para a segunda fase, uma tarefa não muito complicada mesmo com o time reserva. Levando em conta o retrospecto do Vilhena na competição, a torcida palmeirense poderia ficar na boa, pois em quatro participações, o Lobo do Cerrado sempre foi eliminado na fase inicial: em 2006, 2009, 2010 e 2011 respectivamente para Fortaleza, Ponte, Atlético/PR e Avaí.

Ainda com o estigma da surreal eliminação para o Ituano na semi do Paulistão, o remendado Palmeiras apresentou um futebol muito do meia-boca durante todo o tempo. A equipe errou demais, falhou demais e deixou os pouco mais de 4 mil pagantes bastante irritados.


Bola levantada na área palmeirense. Foto: Fernando Martinez.

Pior, o Vilhena equilibrou as ações durante a maior parte do tempo, nem parecendo que a abismal diferença entre as folhas salariais existisse. O onze paulistano sofreu sustos desnecessários e fez a torcida do time visitante se animar e imaginar que o milagre da classificação seria possível.


Visão geral do Pacaembu para Palmeiras x Vilhena/RO. Foto: Fernando Martinez.

Nesse esquema, o primeiro tempo terminou no 0x0 e no segundo a coisa não melhorou muito. A apatia tinha tomado conta da alma dos atletas locais e nada indicava que o gol poderia sair. Para deixar o clima mais bizarro, o Vilhena quase fez o primeiro numa bola na trave aos 24 minutos, em cabeçada de Tayrão.


O Vilhena, por incrível que pareça, jogou de igual para igual contra o apático Palmeiras. Foto: Fernando Martinez.

Bruno César acabou colocando tudo no lugar com dois gols, o primeiro aos 27 e o segundo aos 33 em cobrança de pênalti. Mas mesmo com o 2x0, a torcida não deixou quieto e vaiou bastante o modorrento time alviverde.


Jogada do primeiro gol palmeirense. A bola foi cruzada na área para Bruno César marcar. Foto: Fernando Martinez.


Detalhe do segundo gol do time paulistano. Foto: Fernando Martinez.

O resultado de Palmeiras 2-0 Vilhena carimbou a vaga paulistana para a segunda fase da Copa do Brasil e agora o adversário será Sampaio Corrêa ou Interporto, que empataram por 2x2 no Tocantins. Está mais para o time maranhense.

Na base do The Flash saí correndo do estádio e na lembrança da gloriosa Angélica fui de táxi com os amigos até a Estação Paulista da linha amarela do metrô. Batendo recordes, passamos na catraca segundos antes do horário comercial se encerrar... Ufa!

Depois dessa partida, tive duas boas noites de descanso antes de encarar um final de semana maluco e repleto de insanidade, com uma rodada tripla absurda no interior do estado no sábado - com direito a mais de 800 quilômetros percorridos - e uma festa de acesso no domingo.

Até lá!

Fernando

Um comentário:

  1. sr. Fernando vocês mostrar o batatais antes de terminar a serie a2 2014 e vao fazer os jogos da 2 divisão 2014. me responda . fico no aguardo. um abraço 11 de abril de 2014.

    ResponderExcluir