Procure no JP

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Juventus e São José FC fazem jogo sem graça na Rua Javari

Fala, pessoal!

Ainda pior do que janeiro, o calor que fez na capital paulista no último domingo foi simplesmente surreal. Enfrentei esse horror bravamente e. no melhor esquema do "tudo pelo social", saí de casa já derretendo para fazer minha estreia no Estádio Conde Rodolfo Crespi em 2014. Lá, Juventus e o São José dos Campos FC jogaram pela terceira rodada da fase inicial do Campeonato Paulista da Série A3.

Antes que um leitor mais desavisado faça confusão, vale ressaltar que o São José FC NADA tem a ver com o tradicional EC São José, time que integra a Série A2. Esse "novo" time nada mais é do que o antigo Joseense repaginado. Essa não foi a primeira mudança de nome da equipe, pois em 2009 jogou a Segundona como CA Paulista Joseense.

A turma que perdeu a eleição na Águia do Vale "migrou" para a equipe fundada em 1998 e graças àquele discurso batidaço de "vamos aproximar o time da cidade", fizeram essa pequena revolução. Além do nome, mudou também o escudo e as cores da agremiação. Como cereja do bolo, até apoio da prefeitura eles tem.


CA Juventus - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


São José dos Campos FC - São José dos Campos/SP. Foto: Fernando Martinez.

Sem perder nas duas rodadas iniciais, o São José FC visitou o Moleque Travesso querendo manter a boa fase. Pelos lados da Mooca, a euforia com a vitória contra a Matonense na rodada diminuiu um pouco depois de perder em casa para o CAV. A palavra de ordem no onze grená era reabilitação.


Ataque juventino pela direita. Foto: Fernando Martinez.

Pena que o grande público que pagou ingresso - 1.252 torcedores - viu um jogo bem abaixo da média. A mistura do fortíssimo calor com a falta de inspiração crônica deixou a peleja se arrastando durante todo o tempo. Parece que vimos seis tempos de 45 minutos cada.


Zagueiro joseense protegendo a pelota. Foto: Fernando Martinez.


Moleque Travesso agora atacando pela esquerda. Foto: Fernando Martinez.

Na maior parte do tempo quem jogou melhor foi justamente o onze no Vale do Paraíba. Comandado pelo questionadíssimo técnico Sérginho, o Juventus não conseguiu criar boas chances e os atacantes eram facilmente neutralizados pela zaga amarela. Poucos foram os momentos que tiraram o "uuhh" da torcida.


Bola alçada na área do time visitante. Foto: Fernando Martinez.


Boa chance do São José FC no tempo final. Foto: Fernando Martinez.

A sombra era disputada a tapa dentro e fora de campo. Depois de ficar o primeiro tempo inteiro com o sol castigando a moleira, consegui uma milimétrica sombra ao lado dos policiais e do quarto árbitro para o tempo final. Dali vi o jogo correr com a quase certeza que os times não fariam gols.


Disputa de bola pelo alto. Foto: Fernando Martinez.


Atleta grená saindo para o ataque. Foto: Fernando Martinez.

O time paulistano até tentou fazer aquela pressão e criou uma chance ou outra, mas nada digno de registro. Oportunidade clara mesmo somente nos acréscimos, uma para cada lado. Como o dia não era para gols, o jogo terminou no óbvio Juventus 0-0 São José FC, resultado decepcionante, ainda mais por ser o segundo jogo consecutivo sem vitória grená dentro dos seus domínios.

Pra variar um pouco, saímos da Javari e fomos fazer uma boquinha ali perto. Depois de uma boa resenha sob uma temperatura agradável (cortesia do ar condicionado local), voltei para casa e por muito pouco não desencanei do segundo jogo do dia. No último minuto decidi então ir para a terceira peleja do fim de semana.

Até lá!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário