Procure no JP

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Palmeiras derrota o Penapolense e mantém os 100% no Paulista

Opa,

Quinta-feira foi dia de mais um joguinho na agenda futebolística de janeiro. Aliás, foi a 27ª partida vista no mês, o terceiro em que vi mais jogos em todos os tempos. Fui mais uma vez ao Estádio Paulo Machado de Carvalho acompanhar o duelo entre o time de melhor campanha no Campeonato Paulista contra um dos destaques da temporada 2013 no estado: Palmeiras x Penapolense.


Troca de passes no setor defensivo do Palmeiras. Foto: Fernando Martinez.

No ano passado o alviverde perdeu apenas duas partidas no Pacaembu, sua casa enquanto a construção do novo estádio não termina, uma delas para o time de Penápolis no dia 27 de janeiro de 2013. Buscando devolver aquele incômodo revés, o time paulistano queria manter os 100% de aproveitamento no certame.


Zaga alviverde cortando tranquilamente cruzamento do CAP. Foto: Fernando Martinez.

E a partida não foi nada fácil para os locais. O Palmeiras criou as melhores chances no tempo inicial, mas o Penapolense soube se defender direitinho e mostrou bastante segurança no setor defensivo. O ponto negativo do CAP foi apenas o violento volante Heleno, expulso depois de duas pauladas dignas de UFC.


Uma das inúmeras chances palmeirenses no tempo final. Foto: Fernando Martinez.

Na etapa final a pressão foi ainda maior. O alviverde simplesmente massacrou o time visitante em busca do sofrido gol. Depois de tanta insistência, Marquinhos fez com que o Pacaembu explodisse em festa aos 20 minutos, marcando depois de aproveitar rebote do goleiro Samuel.


Placar final da peleja no Pacaembu. Foto: Fernando Martinez.

O gol do camisa 40 acabou sendo o único do Palmeiras 1-0 Penapolense. Foi a quarta vitória palmeirense em quatro jogos disputados, um ótimo começo na temporada em que o time chegará ao seu centenário. Como temos um regulamento horroroso, o CAP, time do Grupo A, tem claras chances de ir para as quartas-de-final.

Até a próxima!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário