Procure no JP

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

CA Diadema dá gigantesco passo rumo ao título do sub-20

Fala, pessoal!

Iniciei os trabalhos futebolísticos no derradeiro mês do ano com mais uma final para o currículo. Aliás, já estou acostumado a acompanhar os confrontos decisivos do Campeonato Paulista sub-20 da Segunda Divisão. Nos últimos 10 anos, marquei presença em sete. Dessa vez, CA Diadema e o genial Taquaritinga se qualificaram para a decisão e o jogo de ida foi realizado no gramado sintético do Estádio Distrital Piraporinha, local que nunca havia visitado.

Contando as pelejas de ida e volta, fui nas finais do campeonato em 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2011 e 2012, e apenas a primeira, entre Grêmio Barueri e o extinto Campinas, não foi mostrada aqui (obviamente, já que o JP surgiu apenas em novembro de 2004). Além da minha pessoa ter feito seis coberturas, o desaparecido Orlando cobriu a final de 2008. Somando tudo isso, o blog tem um "aproveitamento" de 80% já contando com a final atual. Algo praticamente único na grande rede.

Falando do jogo em si, é a primeira vez que o CAD chega à decisão do certame, isso apenas no seu segundo ano de disputa. Mas a surpresa mesmo foi a chegada do Leão da Araraquarense nessa final, pois apesar de toda a tradição da equipe no profissionalismo, no sub-20 a história é muito diferente. Em 24 campeonatos disputados tanto na primeira, quanto na segunda divisão de juniores desde 1982, o CAT foi eliminado na fase inicial nada menos do que 22 (!) vezes. Somente em 2004 e 2006 superou a primeira fase, mas caindo logo na segunda.


CA Diadema (sub-20) - Diadema/SP. Foto: Fernando Martinez.

Já havia visto o CAT nesse certame na derrota para a Portuguesa Santista no jogo de ida das quartas. Mesmo assim, por se tratar de uma equipe que está na lista das preferidas da casa, caí da cama após uma noite mal dormida para ver essa decisão. No caminho encontrei o amigo Mílton, e então seguimos a caminho do estádio.


CA Taquaritinga (sub-20) - Taquaritinga/SP. Foto: Fernando Martinez.

No momento "Informações Úteis" do JP, posso dizer que chegar no estádio é a maior moleza. Chegando no Terminal Jabaquara, a pessoa pode pegar os trólebus com destino a Ferrazópolis ou ao Piraporinha. Com cerca de meia hora de viagem basta descer na Parada Nogueira e andar cerca de cinco minutos até estar nas dependências de mais um "estádio drive-in" da Grande São Paulo.


Quarteto de arbitragem e capitães dos times. Foto: Fernando Martinez.

O lugar é muito legal, já que por causa das grades em torno do espaço dá pra assistir qualquer jogo da rua mesmo, situação que também acontece no Distrital Taperinha, também em Diadema, e no Cícero Miranda, em Guarulhos. Um bom público, dentro e fora do estádio, apareceu para curtir essa primeira decisão da história do CAD.


Zagueiro do CAT subindo no segundo andar pra fazer o corte. Foto: Fernando Martinez.


Ataque do CAD pelo meio. Foto: Fernando Martinez.

E a peleja foi muito, mas muito mais fácil do que qualquer um poderia imaginar. O time da casa não deu a menor chance ao Taquaritinga e construiu uma vantagem praticamente impossível de ser tirada no jogo de volta. O CAT não foi nem sombra da equipe competitiva que vi in loco contra a Briosa nas quartas-de-final.


Investida do time local pela esquerda. Foto: Fernando Martinez.


Detalhe do segundo gol do Diadema. Uma pintura do jogador André. Foto: Fernando Martinez.

O Diadema fez 2x0 ainda no primeiro tempo com gols de Marcos aos 7 minutos e André aos 44. Esse, o tento mais bonito da manhã em belíssimo chute por cobertura da entrada da área. No segundo tempo o sol desapareceu e a chuva chegou de forma tímida. O que não sumiu foi o bom futebol do CAD.


Confusão na área pouco antes do terceiro gol local. Foto: Fernando Martinez.


Saída do Taquaritinga para o ataque. Foto: Fernando Martinez.

Logo no segundo minuto o time marcou o terceiro no gol contra do zagueiro Rafael após grande confusão na área. Aos 9 o camisa 15 do CAD Raílson foi expulso de forma injusta. Com um a mais, imaginamos que o Taquaritinga talvez pudesse colocar alguma emoção na peleja, mas o Diadema não se abateu e continuou jogando de igual pra igual.


Detalhe do quarto gol do CAD, marcado de cabeça por Lucas. Foto: Fernando Martinez.


Ataque diademense em manhã de massacre na Grande São Paulo. Foto: Fernando Martinez.

Os raros chutes do CAT eram defendidos de forma brilhante pelo arqueiro local e no contra-ataque o time marcou mais duas vezes, aos 12 com Lucas e aos 42 com Rodolfo. O resultado final de CA Diadema 5-0 Taquaritinga deu 95% do título para o escrete da diademense e demonstrou claramente o que foram os 90 minutos. Somente uma catástrofe irá tirar o caneco das mãos o escrete dirigido pelo ex-Juventus e ex-Corinthians Ataliba.

Até a próxima!

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário