Procure no JP

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Briosa não segura o voo do Falcão na Segundona

Salve amigos!

No último domingo estive em Ulrico Mursa para acompanhar a definição de uma das vagas para a quarta fase do Campeonato Paulista da Segunda Divisão. O SC Atibaia levava vantagem de uma derrota por um gol de diferença no confronto direto contra a AA Portuguesa, que vinha de um tropeço em Fernandópolis.

Desacostumada com um público de quase duas mil pessoas, a organização santista me deixou esperando alguns minutos no portão, que custaram as fotos oficiais da partida. Tá certo que eu não cheguei com a antecedência esperada, mas teria dado tempo se tivesse havido mais contribuição da galera.


Sem as fotos tradicionais, ficou o registro do cumprimento de capitães e trio de arbitragem da partida. Foto: Estevan Mazzuia.

Enfim, mal começou a partida, e todos os planos do treinador Paulinho Kobayashi foram por água abaixo: os visitantes deram a saía e fizeram 1 a 0 com Mateus.

De forma desesperada, a Briosa foi ao ataque. Tranquilo, o Falcão não se dava nem ao trabalho de contra atacar, seguro em sua defesa. E o empate chegou perto de sair aos dois minutos: Rodrigão recebeu na área, deslocou o zagueiro e chutou com força, mas a bola saiu depois de triscar o poste da meta defendida por Ian.


Rodrigão (9), caído na área, pede a marcação da penalidade. Foto: Estevan Mazzuia.

Com 14 minutos de jogo, Paulinho mexeu na Briosa, sacando Guilherme Camargo, que fazia partida ruim e colocando Rafinha em campo. O time continuou atacando desorganizadamente, sem nenhuma criação na meia cancha. O nervosismo era evidente nas finalizações.


Visão panorâmica da partida. Foto: Estevan Mazzuia.

Diante de um calor de 35 graus, a arbitragem assinalou a parada técnica para hidratação do atletas. Kobayashi aproveitou pra conversar rapidamente com a equipe, e o empate acabou vindo no final da primeira etapa. Danilo cabeceou para o fundo das próprias redes, ao tentar livrar o perigo de um chuveiro na área após uma cobrança de falta.


Detalhe da cabeçada de Danilo, fazendo gol contra. Foto: Estevan Mazzuia.

Com o empate, a Briosa passou a viver um grande momento na partida: chegou perto da virada no minuto seguinte, após uma cobrança de falta da meia lua tirar tinta do poste.

A resposta do Atibaia veio em um contra ataque pela esquerda, em que o goleiro Cléber foi encoberto. O zagueiro capitão e experiente Preto, num lance magistral, deu uma bicicleta espetacular e salvou o gol, quando a bola já estava praticamente em cima da linha.


Falta perigosa para a Briosa. Foto: Estevan Mazzuia.

Antes do intervalo, o Atibaia teve uma grande baixa, com a expulsão de Roberto, depois de calçar Elivélton e levar o segundo amarelo. O jogo ficou muito bom para os donos da casa, e o técnico Eder sacou Fernando Gaúcho pra entrada do ex-corintiano Boquita, antes do intervalo.


O “cabeludinho” Mike cercado por jogadores do time laranja. Foto: Estevan Mazzuia.

Aos 47 minutos, Rodrigão caiu na entrada da área e pediu falta, mas o lance seguiu e, na sequência, Rafinha bateu com perigo ao gol. No minuto seguinte, a Briosa teve ainda outra chance, numa cobrança de falta. Caprichosamente, a bola não entrou. O desperdício desse bom momento custaria muito caro ao time Fita-Azul.


Detalhe do bom público em Ulrico Mursa. Foto: Estevan Mazzuia.

Eder arrumou a Laranja Mecânica no intervalo e, mesmo com um jogador a menos, a equipe nem foi ameaçada pela Briosa, para desespero da exigente torcida lusitana. Aos 17 minutos, Natan levou o segundo amarelo por falta em Francisco Alex, e a Briosa perdeu a vantagem numérica. Natan havia recebido a faixa de capitão, após Preto sair de campo para a entrada de Ygor. Rodrigão passou a ser o terceiro capitão da Briosa na partida.

 

Ora demorando para repor a bola, ora caído no gramado, o arqueiro Ian irritou jogadores e torcedores anfitriões. Fotos: Estevan Mazzuia.

Aos 19 minutos o Atibaia perdeu diversas chances de retomar a dianteira no placar, num bate rebate após um escanteio, em que Cléber não segurou a bola. Com o calor ainda forte, o árbitro Luiz Vanderlei Martinucho pediu nova pausa na segunda etapa.


Momento “harlem shake” na partida. Foto: Estevan Mazzuia.

Se com um jogador a mais a Briosa mal entrava na área falconina, com a expulsão de Natan, passou a sofre com os perigosos contra ataques atibaienses, pois a cada minuto os visitantes ficavam mais a vontade no jogo.


Ian posando pra foto com a bola nas mãos. Foto: Estevan Mazzuia.

O tempo foi passando e a confiança foi se reduzindo até o apito final do árbitro, que enterrou de vez as esperanças da Briosa retornar a Primeira Divisão do futebol paulista. Já são três temporadas de agonia.


Pelas laterais a Briosa tentou, sem sucesso, chegar ao gol adversário. Foto: Estevan Mazzuia.

Fim de jogo, AA Portuguesa 1x1 SC Atibaia. A Briosa conseguiu apagar a campanha pífia de 2012, mas ainda está muito aquém do que sua tradição e sua exigente torcida pedem. Já o Falcão tenta, mais uma vez, o sonhado acesso, e terá pela frente Matonense, Tupã e o surpreendente Paulistinha.

A Matonense vem sobrando na competição, enquanto os outros adversários tem feito boas campanhas, mas instáveis. Com tudo zerado, tudo pode acontecer na briga por duas das quatro vagas na A3 de 2014. Ou três, uma vez que o 5º colocado no geral também deve ascender.


Jogadores agradecem a Guerreiros do Falcão. Foto: Estevan Mazzuia.


Foto do grupo classificado. Foto: Estevan Mazzuia.

Até a próxima!

Abraços

Estevan

Nenhum comentário:

Postar um comentário