Procure no JP

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Grande vitória do Nacional em cima do Palmeiras pelo sub-17

Opa,

Após o empate sem gols pelo paulista sub-15 no Estádio Nicolau Alayon, agora Nacional e Palmeiras se enfrentariam em jogo válido pelo Campeonato Paulista sub-17. Ao me dirigir para dentro do campo vi o Jurandyr e sua filha Isabela andando pelo gramado do estádio nacionalino. E seguem agora as fotos dos times, com a Isabela aparecendo na foto do Nacional.


Nacional AC (sub-17) - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


SE Palmeiras (sub-17) - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


Capitães das equipes e trio de arbitragem. Foto: Fernando Martinez.

Para esse campeonato, o clima era bem diferente do jogo do sub-15. Aqui o Palmeiras vem atravessando uma má fase, e apesar da terceira colocação no grupo, o time tinha perdido dois dos últimos três jogos. Já o Nacional vinha de uma fantástica recuperação no campeonato, tendo vencido seus últimos quatro compromissos por 1x0. Uma vitória no jogo da sexta deixaria o time da Comendador Souza bem mais próximo da vaga na Segunda Fase.


Jogadores do Nacional e do Palmeiras fazendo um truque de levitação com a bola do jogo. Foto: Fernando Martinez.

E vi um jogo muito bom, o que já não acontecia faz tempo pelo sub-17. Os dois times pareciam que estavam jogando uma final de campeonato tamanha a garra que foi vista no gramado. Tudo isso para delírio da grande torcida (isso mesmo, tinha muita gente no Nacional) presente no estádio.


Grande chance perdida pelo Palmeiras na partida. Foto: Fernando Martinez.

O jogo foi bastante equilibrado, assim como já tinhamos visto no sub-15, mas os times só pecavam na hora das finalizações. O Palmeiras começou melhor e teve duas chances incríveis para abrir o marcador nos primeiros minutos, mas por certo preciocismo perdeu ambas as oportunidades.


Boa chegada do ataque do Nacional no primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.

Mas aos poucos o Nacional foi equilibrando e passou a ocupar a área palmeirense, levando o goleiro palestrino praticar duas ótimas defesas. Mas o primeiro tempo chegou ao seu final sem a abertura do marcador no Nicolau Alayon. No intervalo desisti de passar frio e fui me abrigar nas tribunas do estádio.

E de lá vi um segundo tempo ainda melhor, com as equipes alternando chutes ao gol e jogadas mais ríspidas. Detalhe que torcida dos times estavam presentes nas arquibancadas, e a cada momento de perigo dos seus times, muitos gritos e cantos animados eram ouvidos.


Perigo dentro da área do Palmeiras no segundo tempo. Foto: Fernando Martinez.

Para a festa ficar completa só faltava o grito de gol de algum time. E ele veio aos 16 minutos, com um golaço de Fábio Vicente para o Nacional. Ele se aproveitou de uma bola espirrada pelo alto e acertou um chute sem deixar a bola cair no chão. Golaço e muita gritaria por parte da torcida do Naça.

O Palmeiras não deixou por menos, e aos 29 minutos teve sua melhor chance, quando o jogador Peterson acertou a grande em ótima jogada de todo o ataque do time verde. Mas o tempo ia passando e nada do time do Parque Antárctica deixar tudo igual.


Detalhe do público presente na Comendador Souza mesmo numa manhã de sexta-feira. Foto: Fernando Martinez.

E para alívio do time, comissão técnica e torcida nacionalina o jogo chegou ao seu final com o placar de Nacional 1-0 Palmeiras. Grande vitória do Naça, que agora completa sua quinta vitória seguida (todas por 1x0) na competição. O time vai para 19 pontos e tem tudo para se classificar à Segunda Fase. O Palmeiras também está quase classificado, mas precisa abrir o olho, pois as próximas fases serão mais difíceis ainda.

Após o jogo até pensei em ir para Santos para acompanhar um perdidaço jogo da Segundona, mas as contas não podem esperar, e lá fui eu enfrentar chatíssimas filas de banco para deixar as finanças tudo em dia. De noite ainda tinha jogo da Lusa, mas infelizmente com o Canindé agora sendo longe pra mim, não rolou.

Mas no sábado cedo teve mais jogo...

Até lá

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário