Procure no JP

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Estrela de Guarulhos decepciona e perde o título do Torneio Sulbrasileiro em casa

Opa,

Depois do primeiro jogo no Estádio Cícero Miranda pelo Torneio Sul-Brasileiro, agora era a vez do time da casa entrar o campo para tentar conquistar o título. Falo do atual campeão paulista amador, a AA Estrela de Guarulhos, que jogaria contra o genial time do Combate Barreirinha FC de Curitiba precisando apenas do empate para conquistar a taça. Em caso de vitória do time paranaense, o time gaúcho do SC Americano seria o campeão. Então eu e o seu Natal ficamos por lá e tínhamos a certeza que teríamos muitas emoções no gramado.

Antes disso, as fotos oficiais da partida. Notem que o pessoal do time de Guarulhos estava meio perdido na hora da foto, com cada jogador olhando para um canto:


AA Estrela (amador) - Guarulhos/SP. Foto: Fernando Martinez.


Combate Barreirinha FC (amador) - Curitiba/PR. Foto: Fernando Martinez.


Capitães das equipes e trio de arbitragem. Foto: Fernando Martinez.

Como já de praxe em decisões nos jogos amadores, o bicho pegou mesmo. Mas os donos da casa demoraram para entrar no jogo no primeiro tempo. Muito nervosos, deixaram o eliminado time paranaense ditar o ritmo de jogo e dominar o terreno. O time do Estrela não conseguia chutar no gol e via o Combate Barreirinha chegar com perigo. De tanto deixar o outro time jogar, o Estrela sofreu o primeiro gol aos 33 minutos. E foi um golaço, em chute certeiro de fora da área do jogador Maicon, o camisa 10 que destruiu com a partida.


Jogador do Estrela tenta começar um ataque para o time da casa. Foto: Fernando Martinez.


Lance do jogo entre Combate Barreirinha x Estrela de Guarulhos com as belas mansões da Vila Galvão ao fundo. Foto: Fernando Martinez.

O time do Americano comemorou bastante o gol dos paranaenses das arquibancadas. Mas a partida ficou mais nervosa até o final do primeiro tempo. Nos acréscimos, um jogador do time do Paraná deu uma cotovelada no rosto de um zagueiro do Estrela. Foi o suficiente para os ânimos se elevarem e muita discussão e empurra-empurra se viu por ali. O jogo foi para o intervalo, mas durante todo o tempo de descanso o clima ficou tenso. A torcida não deixou o Combate sair para os vestiários e teve também bate boca entre alguns jogadores do Estrela.

Mas de bom senso o pessoal acabou conversando e os ânimos se acalmaram para a segunda etapa. Do jeito que estava a coisa não iria acabar bem. Quando o segundo tempo começou o Estrela acordou e passou a dominar completamente a partida. O time criou chances e mais chances de gol, e muitas delas foram defendidas de forma esplêndida pelo goleiro paranaense.


Num primeiro tempo que não foi bem, uma das poucas chegadas do Estrela no ataque. Foto: Fernando Martinez.


O único chute que levou perigo ao gol dos paranaenses no primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.

Mas o time da casa abusou do direito de perder a chance do empate. Chegamos a ver chances perdidas até sem goleiro. Eu disse para o seu Natal uma frase que inventei naquela hora: "quem não faz, toma". Algo que nunca foi dito antes, mas que acabou soando profético. Nessa ânsia de se lançar ao ataque, o Estrela passou a dar espaços no contra-ataque, e com o jogador Maicon inspiradíssimo, o Combate Barreirinha passou a assustar em chances esporádicas.

Só que numa delas, aos 33 minutos, o título foi decidido em favor dos gaúchos. Depois de bobeira da zaga guarulhense, o jogador Maicon entrou, tirou de um zagueiro com classe e tocou na saída do goleiro. Segundo gol dos paranaenses e festa do Americano nas arquibancadas. O Estrela sentiu demais o gol e se entregou depois disso.


Um perigoso contra-ataque para o Combate no segundo tempo. Foto: Fernando Martinez.


Bola no fundo das redes do Estrela no segundo gol dos visitantes, que acabou com o sonho do título. Foto: Fernando Martinez.

O time ainda viu o Combate ampliar aos 46 minutos em mais um contra-ataque fatal. Final de jogo: Estrela de Guarulhos 0-3 Combate Barreirinha. Esse resultado deu o título do XXI Torneio Sul-Brasileiro para o SC Americano, de Novo Hamburgo. Graças a essa goleada, o time paranaense foi o vice-campeão, com o Estrela garantindo o terceiro lugar na desvantagem de saldo de gols. Valeu a festa discreta do pessoal gaúcho, que levou a taça para os pampas. Deixamos aqui os parabéns à FPF que organizou o evento e a todos os participantes.


Entrega das taças para o vice-campeão, Combate Barreirinha, e para o terceiro lugar, o Estrela de Guarulhos. Fotos: Fernando Martinez.


Presidente do Americano levantando a taça de Campeão. Foto: Fernando Martinez.

Nós do JOGOS PERDIDOS apoiamos esse tipo de torneio, e mesmo não sendo foco de nossas coberturas, torneios assim tão tradicionais e bem organizados merecem destaques nas nossas páginas. pena que no estado de São Paulo o Campeonato Amador do Estado não seja tão valorizado. Isso porque é um torneio que acontece desde os anos 40 e sempre teve muito prestígio histórico. Já fizemos coberturas dele por aqui e quando pudermos iremos novamente.

Bom, e depois do jogo fui curtir minha linda sobrinha recém nascida para irar o stress semanal um pouco. E já pensando nas próximas semanas de coberturas. O ano está acabando, mas estaremos por aí!

Abraços

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário