Procure no JP

quinta-feira, 10 de julho de 2008

Paulista vence o Serra de virada na Série C do Brasileirão

Olá,

Além da super cobertura que o JP está dedicando à Segundona paulista, de agora em diante iremos também nos dedicar à divulgação do Campeonato Brasileiro da Série C, que praticamente não tem cobertura da grande mídia e, para começar esquentar os motores, na última quarta-feira segui para a cidade de Jundiaí, indo até o Estádio Dr. Jayme Cintra para conferir ao vivo a partida entre o Paulista F.C.L. contra a equipe capixaba da S.D. Serra F.C. que valeu pela segunda rodada da primeira fase do Grupo 11 da competição. Lá chegando encontrei perdidos junto ao alambrado o David e o Sr. Natal que também foram prestigiar a estréia do JP na Série C.

Como o Paulista havia sido derrotado na primeira rodada, a conquista dos três pontos era de fundamental importância para o time paulista não se distanciar dos primeiros colocados, visando a sua classificação à segunda fase, bem como ficar um pouco mais longe da Série D que será criada em 2.009. Por outro lado, o Serra vinha de vitória no primeiro jogo e um resultado positivo o deixaria numa em ótima posição para seguir em busca da classificação. Diante das expectativas das equipes em busca de um resultado favorável, a partida era aguardada com ansiedade pelos torcedores presentes no estádio, algo em torno de 2.870 pagantes.

Com o JP presente na partida, as tradicionais fotos das equipes e do quarteto de arbitragem não poderiam faltar e vocês podem vê-las logo abaixo:


Paulista F.C.L. - Jundiaí/SP. Foto: Orlando Lacanna.


S.D. Serra F.C. - Serra/ES. Foto: Orlando Lacanna.


Quarteto de arbitragem formado por Nilo Neves de Souza Júnior (PR), seus assistentes Marco Antônio Monteiro Bagatella (SP) e Giovani César Canzian (SP), além do quarto árbitro Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (SP). Foto: Orlando Lacanna.

Bem, depois das apresentações vamos com a bola rolando, numa partida que começou com as equipes se estudando e, para surpresa geral, o Serra abriu o marcador logo aos 3 minutos, num gol marcado pelo zagueirão Siller que escorou de cabeça cruzamento vindo da esquerda em cobrança de escanteio. A falha do sistema defensivo do Paulista foi tão evidente que o marcador do gol não precisou nem subir para cabecear.


Momento exato do cabeceio que originou o primeiro gol do Serra. Foto: Orlando Lacanna.

O gol inaugural mexeu com o Paulista que passou a ir ao ataque de maneira desordenada, sendo que dessa forma errava muitos passes, deixando seus torcedores preocupados e, para piorar as coisas, os visitantes chegaram ao seu segundo gol aos 16 minutos, marcado por Gugu em cobrança de falta pela meia esquerda.

Depois da marcação do segundo gol, o Serra assumiu uma posição mais defensiva, chamando o Paulista para o seu campo de ataque e, sendo assim, os donos da casa começaram a levar perigo à meta capixaba, criando e desperdiçando pelo menos três boas chances.


Uma das oportunidades desperdiçadas pelo Paulista. Foto: Orlando Lacanna.


Início de mais um ataque do Paulista. Foto: Orlando Lacanna.

Aos 43 minutos não teve jeito e o "Galo da Japi" chegou ao seu primeiro gol através de Éverton Costa que aproveitou de primeira um rebote vindo da zaga. Após esse gol, os anfitriões se animaram ainda mais, porém o tempo que restava para o término da primeira etapa era pequeno e, portanto a busca pelo empate ficou para o segundo tempo.

Durante o intervalo fiquei o tempo todo olhando para o céu e presenciando uma verdadeira "guerra" de pipas, com uma atacando a outra visando cortar a linha e derrubar o "inimigo" e nesse vai e vem, uma bela pipa com as cores da Inter de Milão caiu atrás de uma das metas do estádio e foi uma correria para ver quem a pegaria. No fim deu tudo certo e um amigo do JP acabou ficando com o "troféu".

Partida reiniciada e logo nos primeiros minutos, as duas equipes davam mostras que iriam jogar ofensivamente, mas bastaram apenas dez minutos para o Paulista tomar conta do jogo e sair com tudo para o ataque, empurrando o Serra para o seu campo de defesa. Aos 15 minutos, a torcida local explodiu de alegria com o golaço marcado por Éverton Luiz em cobrança de falta, deixando tudo igual no placar.


Goleiro no chão e a bola indo para o fundo da meta no gol de empate do Paulista. Foto: Orlando Lacanna.

A partir do empate, foi um sufoco só para a defesa dos visitantes que se virava do jeito que dava para afastar o perigo da sua área, tanto que aos 27 minutos, o goleiro do Serra Rogen evitou o terceiro gol do Paulista ao praticar uma defesa meio no susto com a bola explodindo no seu peito.


Bola explodindo no peito do goleiro do Serra em mais um ataque do Paulista. Foto: Orlando Lacanna.

Mesmo jogando defensivamente, o Serra criou algumas situações que levaram perigo à meta do Paulista, obrigando o goleiro Fernando a praticar difícil defesa aos 37 minutos. O goleiro Fernando voltou a fazer outra boa defesa num recuo de bola maroto do zagueiro do Paulista que quase marcou um golaço contra.

A partida se aproximava do final quando aos 41 minutos o zagueiro Siller do Serra foi expulso de campo. Além disso, logo em seguida, um pênalti polêmico foi marcado pelo árbitro a favor do Paulista que foi cobrado e convertido por Eraldo aos 44 minutos, concretizando a tão sonhada virada.


Bola morrendo no canto esquerdo da meta do Serra no gol da vitória do Paulista. Foto: Orlando Lacanna.

Partida encerrada com o marcador apontando Paulista 3 - 2 Serra que reabilitou o time de Jundiaí, colocando-o na segunda posição do seu grupo que está absolutamente equilibrado, com as quatro equipes com três pontos cada. Como ainda restam quatro jogos para cada time, muita coisa pode acontecer.

Fim de jogo e rápido retorno para São Paulo graças à carona sempre gentil do Sr. Natal que pilotou com maestria o seu possante 558 Foi isso.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário