Procure no JP

segunda-feira, 21 de julho de 2008

JP em Santos para a largada da Copa FPF

Olá,

Dando início à cobertura pelo JOGOS PERDIDOS a mais uma competição organizada pela Federação Paulista de Futebol, no sábado à tarde desci a Serra do Mar em direção a cidade de Santos para acompanhar de perto a partida inaugural da Copa FPF reunindo as equipes da A.A. Portuguesa de Santos contra o E.C. Santo André, que foi realizada no Estádio Ulrico Mursa e valeu pelo Grupo 4 da competição.

Essa competição está sendo disputada por 32 equipes, sendo que o time vencedor terá vaga garantida na Copa do Brasil de 2.009. Como finalmente a CBF divulgou as diretrizes do Brasileirão da Série D de 2.009, a FPF poderá definir que a equipe vice-campeã estará classificada para a Série D, uma vez que coube a São Paulo três vagas nessa primeira edição e uma delas poderá ser preenchida através de torneios seletivos. Vamos aguardar.

Agora vamos com as apresentações dos times e dos componentes da arbitragem através das fotos exclusivas que estão abaixo:


A.A. Portuguesa - Santos/SP. Foto: Orlando Lacanna.


E.C. Santo André - Santo André/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Quarteto de arbitragem formado por Sérgio da Rocha Gomes, seus assistentes Cláudio Roberto da Costa e Ricardo Garcia Genaro, além do quarto árbitro Carlos Eduardo Corrêa da Silva acompanhado pelos capitães das equipes. Foto: Orlando Lacanna.

O Santo André, mesmo jogando com um elenco alternativo, uma vez que o grupo principal jogou na sexta-feira pelo Brasileirão da Série B, começou dominando as ações ofensivas criando algumas jogadas perigosas, sempre com a participação do avante Luis Carlos que se movimentava bastante, confundindo o sistema defensivo da Briosa.


Lance de perigo para a defesa da Briosa em jogada de Luis Carlos. Foto: Orlando Lacanna.

A Portuguesa demonstrava dificuldade para articular alguma jogada ofensiva, mas mesmo assim, na base do entusiasmo, levava algum perigo à meta do Ramalhão, principalmente com as bolas alçadas na área e em algumas arrancadas do atacante Wellington.


Arrancada ofensiva da Portuguesa puxada pelo avante Wellington. Foto: Orlando Lacanna.


Outra ação ofensiva do Ramalhão ainda no primeiro tempo. Foto: Orlando Lacanna.

Como a maioria das jogadas se concentrou entre as duas intermediárias e, pela falta de uma maior inspiração por parte dos atacantes das duas equipes, o placar de 0 a 0 até o final do primeiro tempo foi inevitável.

Durante o intervalo saí do gramado e fui até a lanchonete do estádio para comer alguma coisa e pude observar que a maioria dos 277 pagantes não estava gostando da partida e a expectativa era de que o jogo melhorasse na etapa final.

A partida foi reiniciada com a Portuguesa dando mostras que veio determinada a mudar a história da partida, tanto que logo aos 6 minutos teve uma ótima oportunidade desperdiçada pelo zagueiro Bruno que subiu de cabeça, vencendo a zaga andreense, mas a bola foi para fora, raspando o poste direito do goleiro Mateus que voou, mas não achou nada.


Goleiro Mateus do Santo André se esticando todo em jogada perigosa do ataque da Portuguesa. Foto: Orlando Lacanna.

Nos primeiros quinze minutos, os donos da casa foram melhores, mas aos poucos os visitantes foram equilibrando novamente as ações e, com isso, a partida voltou a ficar igual, com algumas jogadas um pouco mais perigosas criadas pelas duas equipes, mas nada que pudesse mudar o rumo da partida. Aos 34 minutos o zagueiro Luís Henrique do Santo André foi expulso por ter recebido o segundo cartão amarelo, mas mesmo assim o panorama da partida não se modificou.


Uma das poucas jogadas perigosas do ataque andreense no segundo tempo. Foto: Orlando Lacanna.

No finalzinho da partida, a Portuguesa quase chegou ao seu gol num cabeceio de Anderson, aproveitando cruzamento vindo da esquerda em lance em que a defesa do Santo André vacilou, mas para sorte dos visitantes a bola foi para fora.


Cruzamento neutralizado pelo goleiro do Santo André. Foto: Orlando Lacanna.

Apesar dos esforços dos times, a partida foi encerrada com o placar indicando Portuguesa Santista 0 - 0 Santo André que resumiu o que foi o jogo, ficando a expectativa de que possa ocorrer uma evolução no entrosamento das equipes durante a competição, visando um melhor rendimento.

Tão logo a partida foi encerrada, voltei para São Paulo para curtir um pouco da gastronomia paulistana ao lado da esposa, mas já ligado na viagem de domingo a uma cidade que ainda não apareceu por aqui em 2.008, para cobrir mais uma partida da Série C do Brasileirão. Aguardem.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário