Procure no JP

segunda-feira, 2 de junho de 2008

Osasco surpreende o Guarujá fora de casa

Olá,

Dando continuidade à cobertura do Campeonato Paulista da Segunda Divisão, no sábado à tarde desci a Serra do Mar e fui até a cidade do Guarujá para acompanhar, na reabertura do Estádio Antônio Fernandes, o jogo A.D. Guarujá x Osasco F.C. válido pela sétima rodada da primeira fase da competição.

Apesar da boa campanha desenvolvida pelo time da casa, a torcida compareceu em pequeno número para prestigiar sua equipe e ver a reabertura do estádio que passou por uma reforma. Mesmo em pequeno número, os torcedores locais demonstravam confiança de que a sua equipe iria conseguir mais uma vitória, pois além da boa campanha, o adversário era o último colocado na classificação no Grupo 5, não tendo conseguido nenhuma vitória até então.

Antes do início da partida, as equipes e o trio de arbitragem posaram para as lentes do JP, cujas fotos estão abaixo:


A.D. Guarujá - Guarujá/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Osasco F.C. - Osasco/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Trio de arbitragem formado por Leonardo Vinícius Pereira e seus assistentes Fábio Aparecido Gomes Ribeiro e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo, acompanhado pelos capitães das equipes. Foto: Orlando Lacanna.

A partida começou com as duas equipes se estudando, mas rapidamente o Osasco deu sinais de que estava disposto a aprontar uma surpresa que teve início logo aos 3 minutos, quando os visitantes abriram a contagem num gol olímpico anotado por Marquinho que contou com a colaboração da zaga do Guarujá que só ameaçou ir para a jogada, e acabou deixando o goleiro Russo vendido no lance.

Em desvantagem no placar, a ADG procurou sair mais para o ataque, mas o fazia de maneira desordenada, demonstrando afobação e com isso errava nas finalizações.


Lance de ataque desperdiçado pelo Guarujá. Foto: Orlando Lacanna.

O time osasquense estava mais à vontade na partida e quase chegou à marcação do seu segundo gol aos 27 minutos, numa cobrança de falta executada por Léo que mandou a bola contra o travessão da meta dos locais.


Bola indo explodir no travessão do Guarujá. Foto: Orlando Lacanna.

No decorrer dos primeiros trinta minutos, o Osasco mostrou estar mais bem postado no gramado e somente aos 37 minutos permitiu ao Guarujá criar sua primeira real chance de gol, que não foi aproveitada e, dessa forma o placar permaneceu 1 a 0 para a "Águia" osasquense até o término do primeiro tempo.


Lance perigoso do ataque do Guarujá no final do primeiro tempo. Foto: Orlando Lacanna.

A partida foi reiniciada com o Guarujá saindo para o abafa, obrigando a defesa do Osasco a se redobrar para evitar o empate e numa escapada rápida pela meia esquerda, o time visitante teve um pênalti a seu favor, muito bem marcado pelo árbitro, aos 9 minutos que foi cobrado com estilo por Cléber Santos, assinalando o segundo gol da equipe osasquense.


Pelota no fundo da meta do Guarujá no segundo gol do Osasco. Foto: Orlando Lacanna.

Com o placar adverso, o Guarujá deixou a tática de lado e partiu de vez para o campo de ataque, deixando sua defesa exposta aos contra-ataques do Osasco. Mesmo com a defesa adversária aberta, os visitantes preferiram administrar o resultado, abdicando das jogadas de ataque.

Aos 23 minutos, o Guarujá teve o atleta Rafael Buiu expulso de campo por entrada violenta, mas o Osasco não soube aproveitar essa vantagem, pois apenas três minutos após, o seu atleta Aluísio também foi expulso, deixando as duas equipes com dez homens.

Dos vinte e cinco minutos em diante, só deu Guarujá que foi criando e desperdiçando oportunidades, ora perdidas por conta das boas defesas do goleiro Rafael, ora por afobação nas conclusões.


Uma das diversas oportunidades desperdiçadas pelo Guarujá no segundo tempo. Foto: Orlando Lacanna.

De tanto insistir, finalmente, aos 41 minutos o time da casa chegou ao seu gol, que foi marcado de cabeça por Douglas que escorou com precisão cruzamento vindo da direita em cobrança de escanteio.


Bola estufando a rede do Osasco no gol do Guarujá. Foto: Orlando Lacanna.

Após o gol do Guarujá, o jogo ficou uma loucura, com o time da casa tentando de todas as maneiras chegar ao empate, mas o goleiro Rafael estava numa tarde inspirada e ia com as suas defesas parando o ataque da equipe praiana.

Como o jogo foi até aos 53 minutos, por conta da contusão do atleta Gilmar Parrudo, os últimos minutos foram muito tensos, com o Osasco todo plantado na sua defesa e o Guarujá, mesmo aos trancos e barrancos, indo todo ao ataque. Apesar dos esforços, a partida foi encerrada com o placar indicando Guarujá 1 - 2 Osasco que representou a primeira vitória do time de Osasco e com isso deixou a lanterna do seu grupo. Com relação ao Guarujá, essa derrota não o tirou da zona de classificação, mas fica o alerta para não bobear nas próximas rodadas, senão a classificação à segunda fase poderá ficar comprometida.

Após o encerramento do jogo, voltei para São Paulo de carona, numa viagem super agradável na qual rolou muita conversa sobre futebol do interior. No domingo cedo, a cobertura do JP iria continuar, sendo que dessa vez envolvendo a decisão da Série A2, mas essa história será contada mais tarde. Aguardem.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário