Procure no JP

segunda-feira, 12 de maio de 2008

Nacional perde a primeira da segunda fase em casa

Opa,

Continuando com os posts do final-de-semana, comecei a rodada somente a tarde, já que a parte da manhã foi reservada para um descanso merecido em virtude da semana extremamente corrida. Também em virtude disso perdi o bonde para a primeira opção do dia, e na base do "plano B", acabei seguindo para o Estádio Nicolau Alayon aonde acompanhei o início da segunda fase do Campeonato Paulista da Série A3, com o jogo entre Nacional e União Barbarense.

Cheguei cedo e logo vi que a torcida do União dava as caras por lá, apoiando o time nessa bela campanha em 2008. E então corri para as fotos oficiais. Quase que não deu, mas no final das contas elas seguem abaixo, de forma exclusiva:


Nacional AC - São Paulo/SP. Foto: Fernando Martinez.


UA Barbarense FC - Santa Bárbara D'Oeste/SP. Foto: Fernando Martinez.


O árbitro Otávio Corrêa da Silva, os assistentes Alessandro Pitol Arantes e Sérvio Antônio Bucioli e o quarto árbitro David Ricardo Mioto. Foto: Fernando Martinez.

O jogo era bastante esperado pois reunia o Nacional, que se classificou de forma heróica e prometia muita força na partida e o União Barbarense, time que fez belíssima campanha e é apontado por muitos como um dos favoritos ao título. Para esse jogo, somente eu estive presente do pessoal do JP, já que competir com a estréia do Corinthians na Série B e com o Dia das Mães não é fácil. Mesmo assim, os amigos Paolo Gregori e o Frango Selvagem do Rock and Roll Guilherme deram as caras por lá.

O União começou o jogo se sentindo em casa, dominando a partida e nem dando espaços para o Naça. Aos 6 minutos esse ímpeto inicial foi premiado com o gol de Alexandre Bortolato, que completou cruzamento da direita de Felipe Blau. Destaque para a falha coletiva da zaga nacionalina, que praticamente deixou a bola passar na boa.


Ataque do Nacional pela direita no primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.


Cruzamento da direita que o ataque nacionalino não alcança. Foto: Fernando Martinez.

Mesmo com o gol o União se manteve melhor em campo, e o Nacional parecia um time bastante nervoso e sentindo a falta do atacante Rogério, expulso na partida anterior. Em poucas chances, os anfitriões levaram perigo, para não falar em quase nenhuma. E com o jogo controlado, o União levou a partida para o intervalo com a vantagem mínima.


Zaga do Barbarense afastando o perigo que rondava sua área. Foto: Fernando Martinez.

Mas quem definiu melhor a partida foi um dos amigos presentes por lá: "o primeiro tempo serviu para nos conhecermos melhor", já que a partida não foi lá uma Brastemp, então o papo rolou solto. Papo que foi a tônica do intervalo, com muitas voltas de torcedores na Comendador e muita história colocada em dia.


Agora no segundo tempo, o nacional tentava melhor sorte. Foto: Fernando Martinez.

Para o segundo tempo, era esperado que o Nacional melhorasse. E isso aconteceu, e o time passou e chegar mais dentro da área dos visitantes. Mas o União continuava perigoso, e em duas intervenções, o goleiro Aranha salvava a pele nacionalina. Para a festa da torcida da casa, o time empatou aos 31 minutos. Depois de cruzamento preciso, o atacante Leandrão subiu sem marcação e colocou no canto esquerdo do goleiro Thiago Passos.


Chance clara de gol cara-a-cara com o goleiro mas invalidada por impedimento. Foto: Fernando Martinez.

A partida seguia para seu final com cheiro de empate, mas o Nacional bobeou quando não podia. O jogador Bachin, que tinha acabado de entrar, recebeu bola na direita aos 43 minutos, se livrou da marcação, seguiu com a bola até dentro da área sem ser incomodado e tocou na saída do goleiro, marcando o gol que selou a vitória barbarense.


Intervenção do goleiro do União em bom ataque dos donos da casa. Foto: Fernando Martinez.

Final de jogo: Nacional 1-2 União Barbarense. Péssimo começo do Nacional na segunda fase e grande vitória dos visitantes, que confirmam o favoritismo e despontam como um dos postulantes a uma vaga na A2 de 2008. Junto com o Flamengo, as equipes tem tudo para voltar ao segundo nível do futebol paulista. Para o Naça e para o São Carlos, fica a esperança de melhor desempenho na rodada seguinte.

Registro aqui o bom papel que desempenhou a torcida do União. Sem nenhuma briga ou confusão, o pessoal do interior fez questão de mostrar respeito ao time do Nacional, inclusive ficando boa parte do jogo com a torcida nacionalina. Um parabéns aos torcedores, e esperamos que essa conduta seja realmente uma constante.

Bom, depois do jogo voltei pra casa curtindo o friozinho paulistano, e com muita conversa sobre música com a banda do momento, The Jenniffers! Tudo para desligar a mente do trabalho e me preparar para um domingo com futebol...

Até lá

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário