Procure no JP

terça-feira, 27 de maio de 2008

Guariba consegue empate heróico em Araraquara

Olá,

Após ter acompanhado um bom jogo no sábado na cidade de Leme, no domingo pela manhã fui até a bela cidade de Araraquara e me dirigi ao Estádio Fonte Luminosa de propriedade da Ferroviária, para fazer a cobertura do confronto entre um dos estreantes no Campeonato Paulista da Segunda Divisão, o Américo E.L. contra o tradicional Guariba E.C. em partida válida pela sexta rodada da primeira fase da competição.

Chegando ao meu destino fui muito bem recebido pelo Presidente do Américo, o Sr. Celso Teixeira de Moura que estava acompanhado pelo Presidente do Guariba, o Léo da Lavoura, amigo do JP de longa data. Batemos um papo super agradável sobre futebol, em especial sobre a Segundona e, nessa conversa, o Sr. Celso informou que o próximo jogo da sua equipe como mandante deverá ser realizado no seu estádio, localizado na cidade de Américo Brasiliense.

Antes de começar a falar da partida, começo apresentando as equipes e o quarteto de arbitragem nas fotos que estão abaixo:


Américo E.L. - Américo Brasiliense/SP (mandando seus jogos em Araraquara/SP). Foto: Orlando Lacanna.


Guariba E.C. - Guariba/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Quarteto de arbitragem formado por Marcelo Ferreira Vicente, seus assistentes João Paulo Spim Redondo e Sérvio Antônio Bucioli, além do quarto árbitro Thiago Luís Scarascati, acompanhado pelos capitães das equipes. Foto: Orlando Lacanna.

A bola começou a rolar e fiquei impressionado com a pegada demonstrada pelas duas equipes. Nesse entusiasmo todo, o Américo abriu a contagem logo aos 2 minutos, numa cobrança de falta executada da meia esquerda através do atacante Robinho, levando a sua pequena, mas entusiasmada torcida a uma alegria imensa.


Bola se encaminhando para o fundo do gol do Guariba em cobrança de falta. Foto: Orlando Lacanna.

O Guariba assimilou o golpe e foi à luta, tendo conseguido igualar o placar logo em seguida, aos 6 minutos, através do zagueiro Saul que subiu livre de marcação escorando de cabeça cruzamento vindo da direita em cobrança de escanteio.


Cruzamento que deu origem ao gol de empate do Guariba. Foto: Orlando Lacanna.

Depois dos gols, a partida continuou disputadíssima, com muita marcação e entusiasmo, sendo que numa dessas, o zagueiro Saul, autor do gol do Guariba, se excedeu ao praticar uma falta e acabou recebendo o cartão vermelho direto, aos 22 minutos. Mesmo com um atleta a menos, a "Cobra Canavieira" não se apequenou e continuou jogando de igual para igual, dificultando as ações do time do Américo que atuava completo e, dessa forma o placar não foi mais mexido e a igualdade em um gol foi mantida até o fim do primeiro tempo.


Interceptação de cruzamento pelo goleiro Davi do Guariba. Foto: Orlando Lacanna.

Apesar do forte calor, o ritmo da partida não caiu na segunda etapa, com as duas equipes mantendo em esquema forte de marcação, sendo que após os primeiros quinze minutos, o time mandante passou a marcar o Guariba no seu campo de defesa e com isso começou a apertar a defesa dos visitantes que foi se agüentando.


Goleiro Davi, de cabeça enfaixada, corta outro cruzamento do ataque do Américo. Foto: Orlando Lacanna.

Aos 20 minutos, o Guariba perdeu o atleta Mineiro que também foi expulso, ficando reduzido a nove homens e daí em diante o Américo "alugou" meio campo, mas mesmo assim não conseguia traduzir em gol o seu domínio territorial, demonstrando dificuldades para se livrar da marcação implacável dos guaribenses e criar jogadas de maior perigo.


Jogada do ataque do Américo na grande área. Foto: Orlando Lacanna.

Somente aos 42 minutos o atacante Nando do Américo esteve próximo de marcar o segundo gol, mas a sua cabeçada teve o endereço do travessão. A cada minuto que passava a partida ficava mais dramática, com o Américo sufocando o Guariba no seu campo defensivo que lutava bravamente para evitar a queda da sua meta.


Lance perigoso do ataque do Américo. Foto: Orlando Lacanna.

Partida encerrada com o placar indicando Américo 1 - 1 Guariba que manteve as duas equipes na zona de classificação do Grupo 2. Faço questão de destacar a garra do time visitante que ficou com um homem a menos desde os 22 minutos do primeiro tempo e com dois a menos a partir dos 20 minutos da etapa final e ainda jogando contra uma equipe de qualidade. Essas duas equipes têm tudo para alcançarem a classificação para a segunda fase.

Tão logo o árbitro encerou a partida, iniciei meu retorno para São Paulo para um merecido descanso, aproveitando algumas horas do domingo sem fazer mais nada. Foi isso.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário