Procure no JP

terça-feira, 22 de abril de 2008

Deu empate no retorno do Paulistano ao profissionalismo

Olá,

Dando continuidade à cobertura monstro do JOGOS PERDIDOS à rodada inaugural do tão esperado Campeonato Paulista da Segunda Divisão, no domingo pela manhã fui até São Vicente, a 1ª Cidade do Brasil, para acompanhar no Estádio Mansueto Pierotti, o duelo entre o São Vicente A.C. contra o C.A. Paulistano da cidade de São Roque que estava ausente de competições profissionais há cinco anos, sendo que a sua última participação ocorreu em 2.002.

Desci a Serra do Mar de carona em companhia do Emerson que estava indo a Santos para conferir a estréia do glorioso Jabaquara contra o Grêmio Osasco, cujo post será feito por ele. Chegando à Baixada Santista nos despedimos e cada um seguiu para o seu destino. Antes de falar da partida, começo apresentando as equipes e o quarteto de arbitragem nas fotos que estão abaixo:


São Vicente A.C. - São Vicente/SP. Foto: Orlando Lacanna.


C.A.Paulistano - São Roque/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Quarteto de arbitragem composto por Luciano Guilherme Coelho, seus assistentes Daniel Paulo Ziolli e Humberto Lellis Talarico Leite, além do quarto árbitro Salim Fende Chavez, acompanhado pelos capitães das equipes. Foto: Orlando Lacanna.

A bola começou a rolar e rapidamente as equipes saíram para o jogo de maneira super entusiasmada e, como o campo de jogo é pequeno, houve muito contato físico entre os atletas e muitas bolas saindo das quatro linhas e, com isso, o jogo ficou truncado com várias marcações de faltas e cobranças de arremessos laterais. Nessa toada, tudo indicava que os gols só sairiam em jogadas de bola parada e foi exatamente isso que aconteceu, com o São Vicente abrindo o marcador aos 8 minutos em cobrança de pênalti executada por Álvaro, pênalti esse muito contestado pelos atletas do Paulistano.


Árbitro indicando o meio de campo após pênalti convertido pelo São Vicente. Foto: Orlando Lacanna.

O time de São Roque não sentiu o golpe e rapidamente chegou ao empate, aos 11 minutos, através do seu zagueiro e capitão Daniel que escorou de cabeça um cruzamento que veio da meia direita em cobrança de falta. Com a igualdade no marcador, os dois times buscaram o gol de todas as maneiras e, numa dessas o São Vicente teve uma ótima oportunidade aos 21 minutos, mas a jogada parou na boa defesa do goleiro tricolor Müller. Apesar dos esforços, a igualdade no placar perdurou até o fim da primeira etapa, num jogo meio chato de assistir por conta do excesso de paralisações.


Uma das raras defesas do goleiro Leomir do São Vicente. Foto: Orlando Lacanna.


Disputa de bola junto ao meio campo. Foto: Orlando Lacanna.

Com o reinício da partida, voltava a esperança de que o jogo poderia melhorar no aspecto técnico, mas não houve jeito, pois o jogo continuou da mesma forma, ou seja, muito pegado, com várias faltas e quase nenhuma jogada mais elaborada.


Disputa de bola pelo alto. Foto: Orlando Lacanna.

Somente aos 27 minutos ocorreu o primeiro lance com um pouco de emoção, quando o Paulistano colocou uma bola no poste esquerdo do goleiro alvinegro numa jogada que nasceu de uma cobrança de falta em que o setor de defesa vicentino bobeou e quase tomou o gol. Aos 29 minutos, o time da casa voltou a marcar, novamente de pênalti, agora convertido por Luciano, colocando o São Vicente em vantagem no placar.


Segundo gol do São Vicente marcado em cobrança de outro pênalti. Foto: Orlando Lacanna.

A partir do segundo gol, os anfitriões se fecharam mais no seu campo de defesa visando garantir o resultado e, numa jogada mais afoita, o São Vicente teve o seu zagueiro e capitão Elton expulso por ter recebido o segundo cartão amarelo.

Em desvantagem no placar e com um atleta a mais, o Paulistano foi com tudo ao campo de ataque e, na base do entusiasmo foi apertando a defesa vicentina, porém aos 42 minutos também teve o seu zagueiro Daniel expulso de campo, deixando tudo igual no número de atletas nos últimos minutos da partida.

Quando tudo indicava que o São Vicente sairia de campo com a vitória, o Paulistano chegou ao merecido empate aos 47 minutos num gol chorado marcado por Willian em jogada que nasceu na meia direita.


Bola indo para o fundo da meta do São Vicente no gol de empate do Paulistano. Foto: Orlando Lacanna.

Final de partida com o resultado de São Vicente 2 - 2 Paulistano que mostrou duas equipes extremamente aguerridas e que talvez num campo de maior dimensão, poderão mostrar um futebol de melhor qualidade.

Tão logo o jogo foi encerrado, comecei meu retorno a São Paulo, subindo a Serra do Mar para chegar em casa e ficar de boa no restante do domingão. Foi isso.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário