Procure no JP

quinta-feira, 10 de abril de 2008

Corvo derruba Galo em Guarulhos

Olá,

Depois de um longo tempo sem ter a chance de acompanhar um jogo perdido num dia útil, na última quarta-feira à tarde dei um jeitinho e fui até o Estádio Antônio Soares de Oliveira, em Guarulhos, para conferir "in loco" o duelo entre a A.A. Flamengo contra o Independente F.C. da cidade de Limeira em partida válida pela décima quinta rodada da fase inicial do Paulistão da Série A3.

A partida envolvia uma equipe que luta para se manter no grupo dos que vão para a próxima fase contra uma outra que tenta se livrar de todo jeito do rebaixamento para a Segunda Divisão. Antes de falar do jogo, como tem sido um hábito aqui no JP, começo apresentando os envolvidos no espetáculo nas fotos abaixo, que novamente são EXCLUSIVAS.


A.A. Flamengo - Guarulhos/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Independente F.C. - Limeira/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Quarteto de arbitragem composto por Cléverson Inácio, seus assistentes Rafael Luiz da Silva e Edson Rodrigues dos Santos, além do quarto árbitro Leomar Oliveira Neves. Foto: Orlando Lacanna.

O jogo teve início e os visitantes criaram rapidamente a primeira jogada de perigo, mas pecaram na finalização. Com o passar do tempo, os donos da casa assumiram o controle da partida e passaram a pressionar a defesa adversária, mas também não foram objetivos nas conclusões.


Jogada de ataque do Flamengo pela direita. Foto: Orlando Lacanna.

A partir dos 25 minutos, o Galo de Limeira teve um período de domínio territorial, com um pouco mais de ousadia, contra um Flamengo apático e sem inspiração que passou a maior parte do tempo insistindo com os inúteis chuveirinhos para a área adversária.


Armação de jogada para o ataque limeirense. Foto: Orlando Lacanna.

O público presente se irritou com a monotonia da partida e passou a gritar "vamos jogar bola Flamengo" e para alívio de todos, a primeira etapa terminou e obviamente o placar ficou mudo.


Mais um cruzamento neutralizado pela defesa do Independente. Foto: Orlando Lacanna.

Durante o intervalo fiquei no gramado batendo papo com alguns torcedores junto ao alambrado que diziam que se o jogo não melhorasse, iriam embora sem esperar o término da partida. Eles tinham razão, pois o primeiro tempo foi mesmo de doer.

Partida reiniciada e da mesma forma que aconteceu na primeira etapa, o Independente logo de cara deu um susto na defesa do Fla, mas o goleirão Marins não deixou a peteca cair. Para a alegria da maioria dos presentes, o Corvo abriu a contagem logo aos 4 minutos, através de Tom que escorou um cruzamento que mais pareceu um chute errado que encontrou o avante rubro-negro próximo a pequena área e esse mandou a gorduchinha para o fundo do gol limeirense.


Gorduchinha no fundo da meta interiorana no primeiro gol do Flamengo. Foto: Orlando Lacanna.

Após a abertura do placar, o Independente deu outro susto na defesa do Flamengo, quando o atacante Leandro desperdiçou ótima oportunidade por não alcançar de cabeça cruzamento vindo da direita.


Oportunidade de ouro desperdiçada pelo Independente. Foto: Orlando Lacanna.

A partida havia melhorado consideravelmente, com as equipes se alternando em períodos de domínio, com a criação e desperdício de algumas oportunidades pelas duas equipes.


Ataque perigoso do Flamengo no segundo tempo. Foto: Orlando Lacanna.

Somente aos 36 minutos o placar foi movimentado novamente e, outra vez o gol foi dos donos da casa que marcaram através de Paulinho em jogada que nasceu com a perda de bola do zagueiro Ranieri do Independente, na altura do meio de campo pelo lado direito e aí em apenas três toques, o ataque do Fla chegou na cara do goleiro Fernando e não teve jeito, bola no fundo do gol interiorano.

Partida encerrada com o placar assinalando Flamengo 2 - 0 Independente que manteve o time guarulhense no G8 e o Galo da Vila Esteves na zona de degola, numa partida horrível na primeira etapa, melhorando muito na etapa final que foi disputada pau a pau, com o Flamengo sendo mais objetivo nas conclusões, enquanto o Independente pecava nas conclusões e, quando acertava o gol, aparecia o bom goleiro Marins que acabava com a festa.

Tão logo a partida foi encerrada, deixei o estádio, mas permaneci em Guarulhos para uma visita familiar e curtir um churrasco caseiro. Foi isso.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário