Procure no JP

segunda-feira, 17 de março de 2008

Força vence Lobo Caipira em Guarulhos

Olá,

Num final de semana com ampla cobertura pelo JOGOS PERDIDOS dos campeonatos de acesso, coube a mim a agradável missão de cobrir ao vivo e em cores três partidas em três cidades diferentes. Minha jornada teve início no sábado pela manhã, debaixo de uma chuvinha que não deu trégua um segundo, indo até a vizinha cidade de Guarulhos para acompanhar no Estádio Antônio Soares de Oliveira a partida entre o Força E.C. contra a SEV da cidade de Hortolândia, válida pela décima rodada da primeira fase do Campeonato Paulista da Série A3.

Cabe ressaltar que essa partida foi realizada em campo neutro em razão do estádio que o Força utiliza em Caieiras não ter sido liberado. Mesmo com toda chuva que caiu, não deixei de conseguir as fotos tradicionais que mais uma vez são EXCLUSIVAS.


Força E.C. - São Paulo/SP. Foto: Orlando Lacanna.


SEV (Social Esportiva Vitória) - Hortolândia/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Trio de arbitragem formado por José Maria Ferraz Filho, seus assistentes Daniel Luís Marques e Rubem Guimarães Marcondes Cezar acompanhados pelos capitães das equipes. Foto: Orlando Lacanna.

Apesar do gramado molhado, as equipes começaram a partida com uma disposição invejável e, mesmo assim, não aconteceram jogadas mais bruscas, com os dois times se respeitando. Nos primeiros quinze minutos, o time de Hortolândia exerceu um certo domínio, mas nada que preocupasse o goleiro Ivan do Força, que com o tempo foi tomando as rédeas da partida e começou a criar algum perigo à meta de Ricardo.


Acirrada disputa de bola. Foto: Orlando Lacanna.

Aos 31 minutos o time da Força Sindical inaugurou o placar num gol de cabeça de Hermes aproveitando cruzamento vindo da direita que nasceu de uma jogada que parecia perdida, sendo que o golpe de cabeça não foi forte, mas pegou o goleiro adversário no contra-pé, com a bola batendo no poste esquerdo antes de morrer no fundo da meta da SEV.


Bola indo para o fundo da meta da SEV no primeiro gol do Força. Foto: Orlando Lacanna.

Em desvantagem no placar, os interioranos tentaram sair mais para o ataque, mas invariavelmente esbarravam no sólido setor defensivo do Força que fazia uma ótima partida. Quase no fim do primeiro tempo, o Força chegou ao seu segundo gol, marcado novamente de cabeça por Hermes, aos 40 minutos, aproveitando mais um cruzamento, agora vindo da esquerda numa cobrança de escanteio, levando para o intervalo a vantagem de 2 a 0 para o time mandante.


Bola estufando a rede da SEV no segundo gol do Força. Foto: Orlando Lacanna.

Durante o intervalo, deixei o gramado e fui me instalar na cabine de imprensa para me proteger da chuva que era incessante e, de lá, apesar da super lotação, acompanhei toda a segunda etapa que começou com domínio territorial da SEV que buscava a todo custo diminuir a diferença.


Jogada de perigo do ataque da SEV. Foto: Orlando Lacanna.

O Força se fechava e valorizava a posse da bola, fazendo com que o tempo passasse, enquanto a SEV insistia de todas as formas chegar ao seu primeiro gol e, quando conseguia realizar uma boa jogada de ataque, esbarrava na ótima atuação do goleiro Ivan, além de ter colocado uma bola no travessão. Do jeito que a coisa estava indo, a SEV poderia jogar até o dia seguinte que não conseguiria marcar.


Outra jogada perigosa de ataque do time de Hortolândia. Foto: Orlando Lacanna.


Raro momento de perigo do ataque do Força no segundo tempo. Foto: Orlando Lacanna.

Final de jogo com o placar mostrando Força 2 - 0 SEV que deixou as duas equipes em posições intermediárias na tabela de classificação, mas ainda com todas as chances de chegarem ao G8, pois além de restarem nove jogos para cada equipe, a diferença de pontos para o oitavo colocado é muito pequena, ou seja, ainda teremos muita lenha para queimar.

Jogo encerrado e início da minha aventura para retornar a São Paulo que foi super demorada em razão das chuvas e pelo caminho maluco que resolvi fazer, mas mesmo assim deu tempo de um breve descanso e um lanchinho básico para em seguida começar minha caminhada a outra cidade do interior para conferir o segundo jogo da minha jornada tripla, mas essa história fica para depois.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário