Procure no JP

domingo, 10 de fevereiro de 2008

Tigre do ABC vence Pantera da Noroeste de virada

Olá,

Após ter curtido uma semana de sol e praias em Aracaju e também duas partidas pelo Campeonato Sergipano, voltei à minha rotina em solo paulista, envolvendo inclusive o futebol e, sendo assim, no sábado à tarde segui até o ABC, mais precisamente até a progressista cidade de São Bernardo do Campo, indo até o tradicional Baetão, que desde novembro do ano passado passou a se chamar oficilamente Estádio Gilio Portugal "Pichinin", local da partida entre São Bernardo F.C.L. e C.A. Penapolense, válida pela terceira rodada da primeira fase do Campeonato Paulista da Série A3.

Lá chegando, após o credenciamento de praxe, dei uma volta completa ao redor do "gramado", pois foi a primeira vez que pisei num gramado artificial e achei o piso um barato. Após o "city-tour" pelo campo, me posicionei para as fotografias tradicionais dos times posados e do quarteto de arbitragem que estão abaixo:


São Bernardo F.C.L. - São Bernardo do Campo/SP. Foto: Orlando Lacanna.


C.A. Penapolense - Penápolis/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Quarteto de arbitragem composto por Alysson Fernandes Matias, seus assistentes Rafael Ferreira da Silva e Luciana da Silva Ramos, além do quarto árbitro Ulisses Antônio Zampieri. Foto: Orlando Lacanna.

A partida nem bem tinha começado e, logo aos 4 minutos, o Penapolense abriu o marcador através de Ederson de cabeça, aproveitando uma bobeira geral da defesa do São Bernardo em lance que nasceu numa cobrança de arremesso lateral pelo lado direito. A equipe da casa não se abateu e chegou rapidamente ao empate aos 11 minutos, por intermédio de Rafael que aproveitou cruzamento em jogada iniciada pela ponta esquerda.


Bola balançando a rede do Penapolense no primeiro gol do Tigre do ABC. Foto: Orlando Lacanna.

Durante essa etapa, o São Bernardo teve um domínio quase absoluto, sendo que o seu segundo gol era uma questão de tempo e, acabou acontecendo aos 31 minutos, novamente marcado por Rafael que escorou com perfeição uma bola recebida da linha de fundo que foi cruzada para trás pelo lado direito.


Detalhe do segundo gol do São Bernardo. Foto: Orlando Lacanna.

Desse gol em diante, o Tigre do ABC continuou dominando a equipe visitante que se mostrava muito tímida no setor ofensivo, mas não concretizou esse domínio em mais gols e, com isso o placar de 2 a 1 foi mantido até o final dessa etapa.


Início de mais um ataque do São Bernardo pela esquerda. Foto: Orlando Lacanna.

Para a segunda etapa o Penapolense voltou com Viola (ex-Campinas e Lemense) em seu ataque e com isso ficou mais atrevido nas jogadas ofensivas, tendo inclusive em menos de quinze minutos, colocado duas bolas no travessão do goleiro Fernando Henrique.


Ataque do Penapolense no segundo tempo pela esquerda. Foto: Orlando Lacanna.

O São Bernardo se encolheu e tratou de fechar os espaços, só saindo em contra-ataques e, numa dessas quase marcou seu terceiro gol, que foi evitado graças à boa intervenção do goleiro Rogério do CAP.


Boa defesa de Rogério evitando o terceiro gol do time da casa. Foto: Orlando Lacanna.

Após a parada técnica, os donos da casa conseguiram equilibrar as ações, deixando o jogo em aberto, pois tanto uma equipe quanto a outra poderia chegar às redes do adversário. A partida ficou emocionante e no finalzinho o Tigre quase chegou ao terceiro gol, numa chance incrível desperdiçada pelo seu zagueiro Fernando, que além de perder um gol certo, acabou se contundindo, sendo substituído.


Cruzamento perigoso rondando a área do São Bernardo. Foto: Orlando Lacanna.

Mesmo com as várias chances criadas na segunda etapa, a partida foi encerrada com o placar apontando São Bernardo 2 - 1 Penapolense, que representou a primeira vitória dos anfitriões na competição e, em contrapartida deixou os visitantes sem vencer, gerando preocupação com relação à seqüência do campeonato.

Fim de espetáculo e início de retorno para São Paulo, já arquitetando os planos para a partida a ser acompanhada no domingo pela manhã, cuja história será contada em outro post.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário