Procure no JP

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

Rio Branco e América pela Série A2 em Americana

Fala povo,

Continuando mais um final-de-semana aqui no JP, resolvi fazer uma rodada dupla no interior no último sábado. Com a companhia do amigo Fernando Correia, partimos via rodovia dos Bandeirantes para a cidade de Americana, para curtir um jogo do Campeonato Paulista da Série A2. O jogo em questão rolou no Estádio Décio Vitta e reuniu os times do Rio Branco e do América de São José do Rio Preto.

A viagem foi tranqüila mesmo com o calor absurdo que fazia, e até tivemos tempo para parar num bom rodízio na entrada da cidade de Americana. Chegamos com tempo para as devidas autorizações para as fotos oficiais do jogo. E mais uma vez de forma exclusiva:


Rio Branco EC - Americana/SP. Foto: Fernando Martinez.


América FC - São José do Rio Preto/SP. Foto: Fernando Martinez.


Quarteto de arbitragem com o árbitro David Ricardo Mioto, os assistentes Jairo Martins de França e Francisco Reginaldo Moreira e o quarto árbitro Roberto Carlos de Andrade posando exclusivamente para o JOGOS PERDIDOS. Foto: Fernando Martinez.

Os dois times não vinham realizando boa campanha até aqui, e o América inclusive estava na zona de rebaixamento após seis rodadas da A2. Uma boa vitória para subir na tabela era mais do que aguardada para ambas as equipes. E fritando dentro do campo, com um sol ardido e completamente insuportável, vi um jogo movimentado no primeiro tempo. O Rio Branco começou tentando pressionar, mas não levou tanto perigo ao gol americano.


Ataque do Rio Branco pela esquerda no começo do jogo. Foto: Fernando Martinez.

O América levava perigo em poucas chances de contra-ataques isolados. Mas a maior emoção nesses primeiros minutos eram os repórteres se desviando de besouros monstro que teimavam em nos rondar atrás do ataque do Rio Branco. Tarefa complicada...


Cruzamento do Tigre dentro da área do América. Foto: Fernando Martinez.


Jogadores do Rio Branco e do América fazendo uma espécie de levitação em campo. Foto: Fernando Martinez.

Aos poucos o Rio Branco obrigou o goleiro do diabo a trabalhar um pouco, em bons chutes de fora da área, mas na maior parte do tempo, o time desperdiçava os ataques pecando no toque final. E sem muito o que fazer, a partida foi para o intervalo sem gols.


Ataque do Rio Branco ainda no primeiro tempo. Nesse, o goleiro americano fez boa defesa. Foto: Fernando Martinez.

Vencido pelo sol, no intervalo subi para as tribunas ver o jogo numa sombra muito bem-vinda. Tudo isso regado a muito refrigerante e copos d'água. Um dos maiores problemas das temperaturas é isso, o calor vai aumentando e o bolso esvaziando, na proporção inversa.

No segundo tempo, já descansando na sombra, vi o jogo melhorar, com o Rio Branco partindo com mais sede rumo à defesa americana. Mas o time perdia gols que fariam falta no final da partida. E vale registrar que esse foi o terceiro jogo em casa do time de Americana, e a equipe não marcou nenhum golzinho no Décio Vitta, e o time tem hoje o quarto pior ataque da competição.


Goleiro do América faz boa intervenção em cruzamento na área. Foto: Fernando Martinez.


No final, quase o América abriu o placar em boas chances do seu ataque. Foto: Fernando Martinez.

Mas conforme o tempo ia passando, algumas expulsões aconteceram e o jogo esquentou mais ainda. O Rio Branco ficou com um jogador a menos faltando cerca de 15 minutos para o jogo acabar. Nisso, o América foi pra cima sentindo o melhor momento e não marcou simplesmente por preciosismo dos seus atacantes. Em duas ou três chances, o ataque era maioria, mas os jogadores teimavam em jogadas sozinhas, sem tocar a bola.

Só nos acréscimos o Rio Branco voltou a ameaçar, e justamente teve sua melhor chance aos 50 minutos, quando uma cabeçada encontrou a trave. Mas trave não é gol, e o jogo acabou mesmo em Rio Branco 0-0 América. Resultado ruim para os dois times, com o Rio Branco não ganhando nem marcando em casa e o América na zona de rebaixamento. E o pior foi que vi meu terceiro 0x0 seguido pela primeira vez na vida. Juntando com os horríveis jogos do Nacional e do Juventus na semana anterior, vi três jogos sem abertura de contagem juntos, recorde que achei horrível ter batido.

Mas a rodada era dupla, então as esperanças que o jogo da noite fosse melhor eram muitas. E em breve ele aparece aqui no JP.

Até lá

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário