Procure no JP

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

Paulista vence o Mirassol nos embalos de sábado à noite

Opa,

Depois de fritar um pouquinho em Americana, saímos correndo para poder ver a nossa segunda partida do dia. Rumamos até a cidade de Jundiaí, não antes sem passarmos um apuro danado com a chuva surreal que rolou na Bandeirantes. O céu preto já assustava quando uma chuva monstro de granizo aterrorizou os motoristas por lá. Fomos parar num posto de gasolina aonde só conseguimos abrigo num barranco atrás da lanchonete do local. Olha, a coisa foi feia...


Dois momentos do caminho Americana-Jundiaí: o céu límpido e cristalino que nos avisou que a chuva estava vindo e granizo recolhido a balde depois do dilúvio em Campinas. Fotos: Fernando Martinez.

Cerca de meia hora depois a chuva se foi, e pudemos seguir sem percalços até Jundiaí. Tudo para ver um jogo do Campeonato Paulista 2008 entre Paulista e Mirassol. Perder uma partida dessas num sábado à noite, em pleno Jaime Cintra e a chance de ver pela primeira vez o Mirassol na série A1 nem passava pelas nossas mentes.

E mais uma vez, mostrando que o JP é um veículo sério e bastante informativo, fomos devidamente autorizados para adentrarmos o gramado e tirarmos as fotos dos times e da arbitragem. Só pena que um figuraça bateu no meu braço na hora da foto do Paulista... faz parte.


Paulista FC - Jundiaí/SP. Foto: Fernando Martinez.


Mirassol FC - Mirassol/SP. Foto: Fernando Martinez.


O árbitro Rodrigo Cintra, os auxiliares Maria Elisa Barbosa e Celso Barbosa de Oliveira, e o quarto árbitro Marcelo Alfiéri posando para o JP. Foto: Fernando Martinez.

Bom, e falando do jogo, ele começou muito bom e já de cara sabia que não veria mais um insuportável 0 a 0, pois os times partiram com tudo pra cima do adversário. E logo aos 6 minutos o Paulista abriu o placar num boa jogada de Neto Baiano pela direita. Ele entrou sozinho e tocou no canto direito do goleiro, fazendo a festa da boa torcida presente no Jaime Cintra.


Ataque do Mirassol pela direita no comecinho do jogo. Foto: Fernando Martinez.

O Mirassol sentiu o gol e durante alguns minutos ficou meio desnorteado. Mas aos poucos o time amarelo foi equilibrando a partida e o jogo ficou bastante igual, com chances de gol para as duas equipes. Os jogadores Xuxa e Alex Alves (aquele do Juventus!) mostravam algum futebol, mas deixavam a desejar nesse primeiro tempo. E aos 31 minutos mais um gol dos anfitriões, quando Neto Baiano marcou mais um. O Paulista estava ressurgindo das cinzas...


Zaga do Paulista afasta o perigo que rondava a área. Foto: Fernando Martinez.

Na base do desespero, o Mirassol se lançou ao ataque e passou a ter mais chances. Na maior delas, depois de um chutaço na trave esquerda, a bola sobrou sozinha para um dos atacantes do Mirassol. Mas de forma incompreensível, ela foi chutada para fora, com o gol aberto e sem goleiro. Isso foi um pouco antes do intervalo, e nesse esquema a partida foi para seu descanso com 2 a 0 no placar.


Visão geral do jogo entre Paulista e Mirassol. Foto: Fernando Martinez.

No intervalo, já tranqüilo nas numeradas, percebi que meu celular não estava comigo. Mesmo com alguns momentos de dúvida, tive a frieza de tentar reconstituir todo meu caminho por lá. Tive que voltar ao gramado, aonde por sorte vi o aparelho na linha de fundo, sozinho e esperando a minha volta. Por isso que temos sempre que ficar de olho nas coisas, principalmente por que ficar procurando depois é punk.


Ataque do Paulista e boa intervenção do goleiro visitante no primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.

Bom, voltando para o jogo, o segundo tempo foi melhor do que o primeiro. O Paulista voltou com tudo e teve a chance de ampliar aos 6 minutos, em cobrança de pênalti. Na cobrança o herói da noite, Neto Baiano, marcou o terceiro do Paulista e o seu terceiro gol no jogo. Uma marca invejável e muito importante para o time, que precisa mais do que nunca de mais vitórias.


Terceiro gol do Paulista e terceiro gol do atacante Neto Baiano. Foto: Fernando Martinez.

O Mirassol então partiu para o tudo ou nada e dominou o jogo. Conseguiu diminuir aos 11 com um gol de cabeça de Xuxa e quase chegou ao segundo. Foi questão de sorte para o Paulista não ter levado mais um gol e definitivamente complicado o jogo. O time amarelo não estava numa noite feliz e pecou nas conclusões.


Lance do primeiro e único gol do Mirassol no jogo, marcado pelo camisa 10 Xuxa. Foto: Fernando Martinez.

Mas aos 33 minutos o Paulista matou de vez o Mirassol num ótimo contra-ataque. A bola acabou sobrando para o jogador Jairo que tocou com estilo no canto esquerdo do goleiro amarelo. Goleada em Jundiaí e nada mais a ser feito. Final de jogo: Paulista 4-1 Mirassol. Agora o Paulista fica mais longe da zona de rebaixamento, enquanto o Mirassol sofre sua segunda derrota seguida na A1.

Bom, voltamos depois tranquilos para São Paulo, só pensando em descansar para o jogo do domingo...

Até lá

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário