Procure no JP

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

Itapirense entra no G8 após vitória contra o Taubaté

Olá,

Dando continuidade à cobertura do Campeonato Paulista da Série A3, no domingo bem cedinho fui até Campinas para encontrar um dos amigos do JP, o Luciano Claudino, para de lá seguirmos até a simpática cidade de Itapira, indo ao Estádio Cel. Francisco Vieira para acompanhar a partida S.E. Itapirense x E.C. Taubaté que valeu pela terceira rodada da primeira fase da competição.

Ao chegar no estádio fui recepcionado pelo Prefeito local, o Toninho Bellini que fez questão de mostrar as reformas já realizadas no estádio por conta do acesso à Série A3, bem como fez uma explanação sobre os projetos em andamento que incluem a reforma total dos refletores, visando possibilitar a realização de jogos noturnos. Gostei muito do que presenciei e dá gosto ver o progresso de uma equipe que ficou fora do profissionalismo desde 1.969, só retornando em 2.006. Parabéns a toda comunidade itapirense.

Ao me dirigir ao gramado, tive o prazer de conhecer pessoalmente mais um amigo do JP, o Bruno Lemos, de Taubaté que contou muitas novidades sobre o futebol da região. Um abraço a ele. Bem, agora deixando a parte social de lado, vamos de futebol, começando com a apresentação dos participantes do espetáculo que estão nas fotos abaixo:


S.E. Itapirense - Itapira/SP. Foto: Orlando Lacanna.


E.C. Taubaté - Taubaté/SP. Foto: Orlando Lacanna.


Quarteto de arbitragem comandado por Luciano Calabietto Quilichini, seus assistentes Marinaldo Silvério e Ricardo Pavanelli Lanutto, além do quarto árbitro Cleber Oliveira de Carvalho. Foto: Orlando Lacanna.

Debaixo de um sol para ninguém botar defeito, a partida começou com amplo domínio da Itapirense que nos primeiros vinte minutos só não abriu a contagem por conta dos erros de finalização e pela atuação segura do goleiro taubateano Igor.


Ação ofensiva da Itapirense pelo lado direito. Foto: Orlando Lacanna.

Apesar do total domínio dos donos da casa, a maior chance de gol aconteceu aos 24 minutos a favor do Taubaté, quando o zagueiro Bruno salvou de cabeça em cima da linha fatal um chute do avante Sérgio Müller, em lance que nasceu de uma saída em falso do goleiro Samir.


Lance que originou a oportunidade perdida pelo Taubaté. Foto: Orlando Lacanna.

Esse lance animou o time do "Burro da Central" que passou a exercer um maior domínio e, por aqueles caprichos do futebol, acabou sofrendo o primeiro gol justamente no seu melhor momento durante essa etapa. O gol foi marcado aos 34 minutos por Paulinho aproveitando rebote vindo do travessão após recuo imprudente da zaga visitante para seu goleiro. Esse gol mexeu com o ânimo do Taubaté que não demorou muito para sofrer o segundo gol, marcado por Faísca aos 42 minutos em cobrança de pênalti, deixando escrito no placar 2 a 0 para a Itapirense até o final do primeiro tempo.


Bola no fundo do balaio do Taubaté no segundo gol da Itapirense. Foto: Orlando Lacanna.

O segundo tempo começou com as duas equipes desperdiçando uma chance cada uma logo nos primeiros cinco minutos. Daí em diante a SEI voltou a dominar a partida, mas numa toada mais lenta, pois o ritmo da partida caiu muito por conta do forte calor.


Mais uma jogada de ataque da Itapirense dentro da área. Foto: Orlando Lacanna.

Após a parada técnica, o Taubaté tentou diminuir a diferença saindo mais decididamente para o ataque, mas nada conseguiu. Dos vinte e cinco aos trinta e cinco minutos, a Itapirense ficou tocando mais a bola, enquanto o Taubaté já demonstrava sinais de cansaço e pouca força para reagir. Somente nos últimos cinco minutos a partida voltou a ganhar emoção com a Itapirense criando e desperdiçando duas boas chances e o Taubaté acabou colocando uma bola no travessão do goleiro Samir.


Uma das chances desperdiçadas pela Itapirense na segunda etapa. Foto: Orlando Lacanna.


Disputa de bola junto à lateral. Foto: Orlando Lacanna.

Partida encerrada com o marcador indicando Itapirense 2 - 0 Taubaté que colocou o time da casa no grupo das equipes que estariam classificadas à próxima fase caso a primeira fase tivesse sido encerrada e deixou o Taubaté numa posição intermediária na tabela, mas ainda muita água vai rolar, pois faltam 16 jogos para cada equipe.

Tão logo o árbitro encerrou a partida iniciei meu retorno a São Paulo, via Campinas, sendo que durante o trajeto o Luciano e eu já começamos a traçar planos para a escolha dos jogos da próxima rodada. Foi isso.

Abraços,

Orlando

Nenhum comentário:

Postar um comentário